Noite de Punk em Londres: The Casualties no The Underworld

Na noite de 30 de novembro de 2022, os punks se reuniram novamente com força total em Candem, região historicamente repleta de punks nos anos 60 e 70 em Londres. Dessa vez eles se reuniram para o show da banda The Casualties, fazendo 30 anos de carreira. Punks de todas as idades e estilos estiveram lá, desde os de cabelo espetado até gente saindo do trabalho com roupas sociais, e claro o Zombie Punk também esteve lá, punk conhecido aqui na cena local (e brasileiro também).

Cabeças Cortadas

A primeira banda a abrir o show foi um grupo de brasileiros vivendo em Londres, o Cabeças Cortadas.

Contanto com um punk claramente inspirado no crossover punk dos anos 80 da cena brasileira, a banda já começou com uma porradaria sonora, enquanto o público ia chegando e começando a preparar o que seria o cenário de caos e muitos mosh pits.

Blatoidea

Em seguida a banda local, Blatoidea entrou para continuar, trazendo músicas de seus últimos trabalhos, e uma vibe ainda mais energética, tendo a interação constante do público pelo vocalista Manu e o restante da banda sempre num ritmo alucinado como era de se esperar, e já era visivel a empolgação do público, começando a subir no palco, pular na galera e várias rodinhas se formando.

Midwich Cukoos

Saindo um pouco do clubinho masculino, a banda inglesa Midwich Cuckoos entrou em cena, com os vocais firmes e potentes da vocalista Tanzy Velayne e a guitarra da Leslie, que também se jogou no público no meio de uma das músicas. Com riffs e solos pesados também, o guitarrista Patch desceu do palco para interagir com o público, levando a galera ainda mais a insanidade. A banda também contou com uma participação breve do vocalista do The Casualties durante algumas músicas.

The Casualties

E para quem pensaria que o público já estaria cansado, a entrada do vocalista do The Casualties, David Rodriguez já acordou todos novamente, criando uma roda instantanea no centro do público e cantando músicas clássicas da banda, como 1312 ACAB, praticamente um hino punk hoje em dia. E como já era de se esperar da banda, não só tocaram uma quantidade frenética de músicas, como David se jogou no público, também organizou um wall of death com ele no meio enquanto cantava. Definitivamente o The Underworld estava tendo problemas de manter a temperatura, com tanta gente suada, mesmo no inverno londrino. Foi um show para ser lembrado, e com certeza foi uma bela reunião dos punks brasileiros e londrinos em um só lugar.

Fotos por: @cacei.ro

Compartir
es_ESEspañol