Art Against Agony – Slightly OvArt / She Who Thirsts

Hoje iremos pegar a estrada com direção as terras do norte, mais precisamente as terras acima da frança e que são dotadas das melhores estradas e bandas da europa, estamos falando da Alemanha! Vamos apresentar a banda Art Against Agony!!

Pare tudo que esteja fazendo, pegue os seus melhores fones de ouvido e comece por ler essa review ouvindo as canções dessa incrivel banda! Tenho que dizer, há bandas que não deixam duvidas que nasceram para produzir e entregar canções de qualidade e Art Against Agony é uma delas. Com um trabalho incrível que sabe muito bem como incluir milhares de influencias musicais e transforma-las em canções únicas e cheias de significado! Para amantes de bandas que produzem seu som repleto de peso, agressividade, intensidade e muito sentimento, temos aqui um trabalho feito para ti.

Slightly OvArt foi a canção que apresentou a proposta musical da banda, com uma abordagem totalmente instrumental, marca essa que fica explicita na identidade da banda, Slightly OvArt é uma canção que transcende, entrega todo o peso, toda a intensidade em forma de riffs, de cadencias e de muitas nuances que convida o ouvinte a fazer uma bela viagem com a banda. Como era de se imaginar, ao ouvir a primeira canção, fomos convidados quase que instantaneamente a não parar, por isso, seguimos com She Who Thirsts, outra canção que tal como a anterior, entrega uma execução impar, peso na medida certa, intensidade acima da média, um toque oriental e um som que tem uma candência muito particular, variando entre momentos de agressividade para momentos que chegam a lembrar um flamenco e que são jogados diretamente para uma intensidade absurda de riffs e execuções primorosas! Por isso, digo e repito, ouçam pois irão se surpreender 😉

Compartilhe
pt_BRPortuguês do Brasil