Immolation – Acts of God (2022)


Immolation é uma entidade do Death Metal mundial, o quarteto de Nova York que dispensa apresentações estão de volta com o seu décimo primeiro álbum o incrível ” Acts of God” que acabou de sair.


Com trinta e cinco anos de carreira e onze álbuns lançados podemos afirmar com tranquilidade que embora o Immolation não sejam das bandas mais produtivas do mundo, é sem dúvidas das mais consistentes e coesas no meio do metal extremo. Acts of God continua nos dando tudo aquilo que os norte-americanos nos acostumaram, identidade própria no mais alto nível, peso, agressividade, velocidade, é uma coesão impressionante no decorrer das quinze músicas. Importante dizer que está formação que está junta desde o antecessor Atonement lançado em 2017 se consolida de forma primorosa, com um aproveitamento de 100% em dois álbuns de espetaculares.


Se pudesse fazer uma crítica pontual, seria o tamanho de Acts of God, acredito que as duas músicas instrumentais Abandoned e And the Flames Welton pouco ou nada agregam, e poderiam ser facilmente retirada fazendo com que o álbum ficasse ligeiramente mais enxuto, embora seja na segunda metade que o álbum fica mais intenso e visceral.
Ross Dolan e seu vocal inconfundível, Robert Vigna um dos guitarristas mais criativos do gênero, Steve Shalaty um dos melhores bateristas de Death Metal da atualidade e o baixista Alex Bouks o mais recente da formação se encontram em uma ótima fase e isto fica claro em Acts of God, provando que o Immolation continua sendo um dos principais pilares do Death e entregando trabalhos incríveis.
@immolation_band

Compartilhe
pt_BRPortuguês do Brasil